Brasil Novo Notícias: Agosto 2019

sábado, 31 de agosto de 2019

INCÊNDIO ATINGE ARREDORES DE USINA DE BELO MONTE; SUSPEITA-SE DE AÇÃO CRIMINOSA

Divulgação

Um incêndio foi registrado, na tarde de quinta-feira (29), na área da Usina Hidrelétrica Belo Monte, mais especificamente no quilômetro 9 da via de acesso ao Canal de Derivação, entre os bota foras 32 e 33, no município de Vitória do Xingu, sudoeste paraense. 
De acordo com informações com o consórcio Norte Energia, responsável pela UHE Belo Monte, as “Brigadas de Emergência da Norte Energia e Consórcio Construtor Belo Monte foram rapidamente deslocadas para atuar no combate aos focos de queimadas e o incêndio foi totalmente controlado e extinto na noite do mesmo dia”.
Ainda segundo a Norte Energia, “foram localizados galões de combustível no local da queimada, o que indica forte indício de incêndio provocado de forma criminosa”.
“A Norte Energia reforçou a segurança em todas as áreas e acessos da Usina e acionou as autoridades policiais, para que procedam às investigações das causas do incêndio o mais breve possível”, concluiu o consórcio na nota. 
Fonte: DOL

HOMEM ACABA PRESO APÓS EMPINAR MOTO EM VIA PÚBLICA E ATINGIR JOVEM NO CENTRO DE URUARÁ


Um indivíduo foi preso nesta semana em Uruará, sudoeste do Pará, por empinar motocicleta em via pública e acabar atingindo jovem que ficou ferida e precisou ser hospitalizada. A manobra perigosa e ilegal ocorreu na Avenida Ângelo Debiase, em frente a Praça da Bíblia, centro da cidade, por volta das 21 horas da noite de quarta-feira, 28 de agosto, quando o autor perdeu o controle do veículo ao passar num quebra-molas. 
Segundo a polícia civil informou, o infrator tentou fugir do local do crime, mas foi contido por populares até a chegada da polícia. 
A jovem de 18 anos que ficou ferida na perna passa bem após receber atendimento médico. 
O autor do crime, que não teve o nome revelado, foi apresentado na delegacia de polícia civil onde acabou autuado de acordo com o artigo 303 do código penal, lesão corporal culposa com o agravamento de direção perigosa, dirigir sem habilitação e omissão de socorro. 
Como o crime é afiançável, nesta quinta-feira, 29, o mesmo pagou fiança e saiu da cadeia, mas responderá pelo crime.

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

MOTORISTA DO CAMINHÃO QUE TOMBOU NA TRANSAMAZÔNICA MORREU NO LOCAL DO ACIDENTE

O motorista do caminhão baú que tombou no acidente que aconteceu durante a tarde da última quarta-feira (28) no Km 302, Rodovia Transamazônica sentido Jacareacanga, faleceu ainda no local. Segundo informações, o veículo estaria vindo de Ji – paraná com destino à cidade de Apuí, no Amazonas.
Segundo informações de Anderson Pantoja, do portal Buré de Jacareacanga, o acidente aconteceu devido problemas no freio do veículo, onde a roda dianteira teria estourado com a pressão do peso do caminhão na curva onde ocorreu a fatalidade.
O veículo estava carregado com mercadoria de um supermercado.
O condutor do veículo foi identificado como Uarley Ferreira dos Santos. De acordo com informações, o motorista estava acompanhado de um homem, identificado como, Thiago Nunes Simão, que, segundo a direção do Hospital Municipal de Jacareacanga, teve apenas escoriações leves e passa bem.
O motorista chegou a ficar preso nas ferragens da cabine do caminhão necessitando de resgate urgente. Uma equipe da Defesa Civil e do Hospital Municipal de Jacareacanga foi acionada e seguiu para o local do acidente para prestar socorro e tomar as devidas providências cabíveis ao caso.

POLÍCIA ENCONTRA TRÊS GARIMPOS ILEGAIS EM ALTAMIRA, NO PARÁ

A Operação Castelo de Ouro da Polícia Civil fechou, nesta quinta-feira (29), três garimpos clandestinos no distrito de Castelo de Sonhos, em Altamira, no sudeste do Pará. Duas pessoas foram presas.

Policiais da Delegacia Especializada em Conflitos Agrários de Altamira e Santarém estiveram nas ações, em apuração sobre crimes ambientais na região. Segundo a Polícia, os garimpos fechados são de grandes proporções.
De acordo com as investigações, as atividades vinham causando danos ambientais diretos e indiretos da extração do ouro, envolvendo derrubadas, escavações, poluição de rios, entre outros problemas. Os garimpos estavam em pleno funcionamento quando os policiais chegaram.
A Polícia apreendeu sete escavadeiras; dois tratores de esteira; dois recuperadores de azougue e uma motosserra.

Queimadas

No Pará, operação do Governo do Estado busca conter os 10 mil pontos de incêndio espalhados por áreas de florestas. Aproximadamente 90% dos pontos de incêndio e desmatamento se concentram em três municípios paraenses: Altamira, Novo Progresso e São Félix do Xingu, no eixo da rodovia BR-163 e da Transamazônica.
As ações vão começar e seis municípios onde o fogo atinge unidades de conservação ambiental e terras indígenas. Cerca de 50 pessoas envolvidas com queimadas no Estado já foram identificadas.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

PROJETO OCUPE A PRAÇA REALIZA CONCURSO DE DANÇA COREOGRAFADA


A praça Geraldo Barbosa virou palco de dança na noite de quarta-feira (29/08). Os participantes do Projeto Ocupe a Praça que realizam atividades físicas todas as segundas e quartas-feiras foram protagonistas de um concurso de dança coreografada.
A disputa foi animadíssima com três grupos se apresentando. Cada grupo se organizou e escolheu a música e a coreografia. 

O grupo "Arte e Movimento" ficou em primeiro lugar com 144 pontos, em segundo as "Meninas do Jump", com 137 pontos e em terceiro o Grupo "Combate das meninas", com 131 pontos.
O juri foi composto por dois coreógrafos de Altamira, Denise Araújo e Kennedy Araújo, e a Professora da Escola de Ballet de Brasil Novo, Kyanne Gama.
O Secretário de Trabalho e Promoção Social, Oiliçato Alves não escondeu a satisfação de ver as coreografias. "Excelente apresentação, sinto muito orgulho do Projeto´", afirmou, animado para participar do próximo concurso. 

O professor Hélvio Rocha também parabenizou os grupos e disse que ficou muito orgulhoso. "Vocês impressionaram a todos que estavam assistindo. Os jurados elogiaram as apresentações durante todo o caminho de Brasil Novo até Altamira", relatou.
A professora Kyanne Gama, que atuou como jurada se surpreendeu com a criatividade de todos os grupos. "Coreografias impecáveis e sem falar nas vestimentas, todos vestidos de acordo com a sua apresentação. Foi lindo de ver a animação e alegria de todos que estavam competindo, todos os grupos estão de parabéns independente da colocação, em especial gostaria de deixar os meus parabéns a um rapaz que dançou no grupo Arte e Movimento, pois ele foi o único homem que deixou a timidez de lado e participou desse desafio".

A participante Dalva Covre estava muito feliz de ter participado. "Não ganhamos em primeiro lugar mas fiquei feliz com quem ganhou em primeiro lugar enfim parabéns todos que participaram!".
Após o concurso e a premiação ocorreu a aula de ginástica e dança com o Professor Hélvio e todos os jurados que dançaram junto com as participantes.

O Concurso foi mais uma iniciativa do Projeto Ocupe a Praça, que neste ano já promoveu duas vezes um desafio para perda de peso através de uma alimentação mais saudável e durante as festas Juninas organizou a apresentação de uma "Quadrilha" com mais de 100 pessoas. 
O Ocupe a Praça é um Projeto organizado pela Prefeitura através das Secretarias de Trabalho e Promoção Social (SEMUTS) e do Meio Ambiente (SEMMA).


Por: Luis Henrique Silveira
Fonte: ASCOM/PMBN

BRASIL NOVO REAATIVA O CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL


Na manhã de quinta-feira (29-08) os técnicos da Secretaria de Estado e Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (SEASTER) encerraram as atividades no Município com a continuidade da Oficina de Inclusão Produtiva e a Palestra sobre Inclusão Socioprodutiva e Soberania Alimentar.
Na oficina de Inclusão Produtiva, realizada pelo Técnico em Gestão Social, Rildo Medeiros, foi explicado como fazer projetos para buscar melhorias na atividade produtiva.
Em seguida na Palestra proferida pelo Coordenador Estadual de Inclusão Socioprodutiva, Paulo Nascimento, foram relacionados os diversos aspectos e caminhos que podem ser construídos de forma conjunta entre os diversos atores sociais como os Governos municipais, estadual e federal, os òrgãos de assistência técnica e instituições como a Emater, Ceplac, Adepará, Embrapa, as cooperativas, as associações de Agricultores, os Sindicatos dos Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais, as instituições financeiras de crédito que podem contribuir para o desenvolvimento da agricultura familiar. "As vezes não precisa de muito para as coisas acontecerem, porque vocês já produzem e já sabem o que fazer, as vezes é um detalhe, um ajuste", explicou Paulo, fazendo referência ao slogan do Governo Municipal, "Que juntos somos mais fortes".

Antes de encerrar as palestras, o Coordenador de Inclusão Produtiva, mostrou as propostas e estratégias que os agricultores podem encaminhar para a SEASTER na forma de projetos para 2020, e a formação da rede via whatsapp para a troca de informações e construção de Projetos para atrair recursos e o desenvolvimento das atividades.
Ao final da palestra foram sorteados dois KITs Produtivos, próprios para a lavoura do Cacau. As ganhadoras foram a agricultora Maria Vieira Farias moradora da Cacaulândia, e a técnica Vanessa Frutuoso, da Cooperativa do Cacau Orgânico - Coopoxin.
Na atividade desta quinta-feira participaram além dos agricultores os representantes da CEPLAC, EMATER, ADEPARÁ, Coopoxin, Sicredi, a Nutricionista da SEMED, Associação dos Produtores da Agrovila Carlos Pena Filho (APROCAPEFI) e outros.
Na tarde de quarta-feira (29/08), foi realizada a plenária municipal de Reativação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar, órgão muito importante para que o Município participe do Sistema de Segurança Alimentar e possa acessar como por exemplo aos Programas de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA) e com isto potencializar a produção local.

Por: Luis Henrique Silveira
Fonte:ASCOM/PMBN

CHUVA DE GRANIZO SURPREENDE MORADORES DA ZONA RURAL DE URUARÁ

Moradores das margens da Rodovia Transamazônica (BR-230), próximo do município de Uruará, foram surpreendidos com uma chuva de granizo na tarde de terça-feira, 27.
Segundo a população, as pedras de gelo tinham tamanhos variados, medindo entre 0,5 e 1,5 cm de diâmetro. Não houve danos às estruturas das residências e nem às lavouras de cacau.
Sobre o fenômeno natural:
Granizos são gotículas ou partículas de água que se formam nas nuvens e sendo lançadas de grandes altitudes se transformam do estado líquido para o estado sólido ao entrar em contato com temperaturas muito baixas, inferiores a 0 graus. Os granizos ou pedras de gelo tem tamanho inicial de 5 milímetros mas aumentam gradativamente, apresentando aparência translúcida ou transparente.
Com informações de O Impacto.

CELAS SÃO ENCONTRADAS SERRADAS EM REVISTAS NO CENTRO DE RECUPERAÇÃO REGIONAL DE ALTAMIRA

Na última terça-feira, 27, a cela 01 do bloco A foi encontrada com uma das barras totalmente serrada. Com a ajuda de policiais militares do Grupamento Tático Operacional (GTO) e dos agentes prisionais da unidade, os internos foram retirados da cela e redistribuídos nas demais.
Já o procedimento de revista realizado na quarta-feira, 28, contou com o apoio de policiais militares do Comando de Operações Penitenciárias e dos agentes prisionais. Durante a ação, foi constatado que a grade de uma cela estava serrada e outras oito estavam com indício de possível serragem. Além disso, foram apreendidas três lâminas de barbear.
A perícia técnica foi realizada e a Polícia Civil esteve no local. Todas as grades danificadas já foram soldadas pela equipe de manutenção. Os internos custodiados nas celas em que as grades foram serradas e materiais ilícitos foram encontrados responderão a um Procedimento Disciplinar Penitenciário.  A revista ocorreu sem alterações e o presídio opera dentro da normalidade.

Fonte: Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará

OPERAÇÃO BRASIL VERDE DESATIVA MADEIREIRA NA REGIÃO DO ASSURINI


Imagem: Whatsapp

EXÉRCITO INICIA ATUAÇÃO EM ALTAMIRA E REGIÃO PARA IDENTIFICAR AUTORES DE QUEIMADAS


Após o decreto presidencial de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), o exército brasileiro iniciou, nesta quarta-feira (28) a operação Verde Brasil, o objetivo principal da ação é voltado para o combate aos incêndios e crimes ambientais na Amazônia. A operação conta com apoio da Força Aérea e Marinha do Brasil e das secretarias de meio ambiente estadual e municipal.
Mais de 2.600 homens estão trabalhando nessa área. Polícia federal, militar e civil também está atuando na operação. Entre as ações previstas, destacam-se os reconhecimentos e apoios aéreo, terrestre e fluvial, ações de educação ambiental. “Nós estamos com tropa em toda área, então nos temos tropa em Nova Progresso, Itaituba, São Felix do Xingu, Anapu, em todos locais estamos lançando tropa. A nossa missão oficial é identificar o inimigo e eliminar o inimigo”, declarou o comandante Anísio David.
350 militares do 51º Batalhão de Infantaria e Selva estão recebendo capacitação do nono grupamento bombeiro militar para ajudar no combate às queimadas na região.

PREFEITOS DA REGIÃO DA TRANSAMAZÔNICA PEDEM AGILIDADE NO PROGRAMA LUZ PARA TODOS

Prefeito Alexandre Lunelli participou de reunião no dia 20/08, com o diretor do Departamento de Políticas Sociais do Ministério de Minas e Energia, Antônio Celso de Abreu Júnior. Junto com os deputados federais e prefeitos da Associação dos Municípios do Consórcio Belo Monte, e o senador Zequinha Marinho que reforçou o pedido dos gestores para dar agilidade às ações do Programa Luz para Todos na região.
De acordo com os prefeitos, o principal problema esta na dificuldade da Celpa em seguir o cronograma estabelecido para alcançar a meta da universalização no Estado. 
Por sugestão do diretor, os prefeitos farão um levantamento da execução do ‘Luz para Todos’ em seus municípios.

Com posse desse documento, o Ministério poderá definir um planejamento e estabelecer novo cronograma no sentido de acelerar as ações de universalização no Pará.
Com um orçamento de R$ 1,1 bilhão para este ano, o ‘Luz para Todos’ tem até 2022 para assegurar que todas as residências no país recebam energia elétrica firme e de qualidade.

Fonte: ASCOM/PMBN

ADOLESCENTE É APREENDIDO EM CIMA DE ÁRVORE DEPOIS DE ENTRAR EM RESIDÊNCIA

Um adolescente apreendido em uma árvore. A situação inusitada foi registrada no bairro Mutirão por volta de 12h30. De acordo com testemunhas ele teria entrado em uma residência na rua Cinco.


Ele aproveitou o momento em que os proprietários estavam conversando na frente da casa e subiu por uma pia do quintal e entrou pela janela do banheiro. Segundo a dona do imóvel o menor teria rendido e ameaçado com uma faca uma garotinha de sete anos, a única que estava no interior da residência.
No local tinha muitos objetos, mas nada foi levado porque a dona da casa percebeu a presença do adolescente e acionou a polícia. Essa seria a segunda a segunda vez que criminosos entram pelo banheiro da casa.
Para fugir o adolescente teria entrado em outra residência ao lado, mas foi descoberto por moradores. Ele conseguiu escapar pulando quintais, mas foi localizado em cima de uma árvore alguns minutos depois na rua Seis do mesmo bairro.
No momento da apreensão a arma branca não foi encontrada, ele foi levado a delegacia de polícia civil e aguarda decisão da justiça. De acordo com a polícia essa seria a segunda vez que o adolescente é apreendido pela mesma prática. A mãe dele foi chamada e disse que o filho seria usuário de drogas.

POLÍCIA FEDERAL INVESTIGA UMA SUPOSTA ORGANIZAÇÃO DE QUEIMADAS E INVASÕES

Nas mãos do delegado da Polícia FEDERAL em Altamira está uma denúncia do Ministério Público Federal sobre uma suposta organização de produtores rurais que teriam o intuito de promover o dia do fogo na região oeste do Pará.
A polícia federal também faz parte do contingente da operação Verde Brasil que está na região após decreto presidente Jair Bolsonaro para garantia da lei e da ordem na Amazônia. A PF se soma com as forças armadas enviadas pelo ministério da defesa. Os agentes da Polícia Federal vão investigar casos de queimadas promovidos propositalmente.
O intuito do grupo constituído também por sindicalistas, comerciantes e grileiros, era colocar fogo na vegetação às margens da rodovia BR 163, importante via de escoamento e ligação entre o Mato Grosso e o Pará.
O ministério público federal enviou ainda à polícia federal em altamira outra denúncia, dessa vez de ataques a aldeia indígena dos Xikrin localizada entre os municípios de Anapu, São Félix do Xingu e Altamira. A terra indígena trincheira-bacajá é um dos territórios atingidos pela usina hidrelétrica de belo monte. Segundo a denúncia, a área já enfrenta problemas com invasores há algum tempo.
As lideranças Xikrin vieram até o ministério público federal em altamira e fizeram a denúncia. Segundo eles, cerca de trezentos invasores, que inclusive, já teriam construído casas dentro da terra indígena, estariam ameaçando eles de morte. 
O delegado da polícia federal, em Altamira, disse que desde o início do ano vem acompanhando a denúncia de invasão na terra indígena.
Veja reportagem completa.


Fonte: Confirmanoticia:

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

PREFEITO ALEXANDRE LUNELLI, E A SECRETÁRIA DE SAÚDE HILDA DANTAS BUSCAM APOIO NA CAPITAL DO ESTADO


O prefeito Alexandre Lunelli esteve nesta terça-feira, 27, em Belém reunido com o deputado Estadual Dr. Galileu (PSC). Ao final do encontro, o deputado sinalizou que apoiará o Município de Brasil Novo na realização de cirurgias eletivas, tais como; catarata, hérnia e vesícula.

A secretária de Saúde, Hilda Dantas e o diretor do Hospital Municipal, Tercio Brito de Oliveira, também participaram da reunião. 

Por: Tadeu Covre
Fonte: ASCOM/PMBN

TÚNEL QUE SERIA USADO PARA FUGA DE 100 PRESOS É ACHADO NO PARÁ

Um túnel que seria usado para a fuga de detentos foi encontrado, no último domingo (24), no Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura, na cidade de Santarém, no oeste paraense.
De acordo com informações da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), o túnel foi achado durante revista estrutural e estava sendo construído do solário (área onde os internos realizam o ‘banho de sol’) até a cela 3 do bloco 2.
Segundo o Comando de Operações Penitenciárias (COPE), 100 internos passariam pelo túnel. O percurso pela estrutura durava aproximadamente 2 horas.
Por medida de segurança, foram remanejados os internos das celas 1 e 3 para as celas 4 e 6. As celas 1 e 3, onde o túnel chegaria, foram isoladas. A entrada, remanejamento e saída do pavilhão com apoio do COPE foram realizados em cerca de 20 minutos.
A Diretoria de Logística, Patrimônio e Infraestrutura (DLPI) e Administração Penitenciária (DAP) foram acionadas. Obras estruturais foram realizadas na noite do domingo, e o túnel já foi fechado.
 Os internos das celas onde chegaria o túnel responderão Procedimento Disciplinar Penitenciário (PDP).
Fonte: DOL

FORÇA-TAREFA IDENTIFICA 50 PESSOAS RESPONSÁVEIS POR QUEIMADAS NO PARÁ

O governador do Pará, Helder Barbalho, sobrevoou, durante a tarde de segunda-feira, 26, áreas dos municípios de Ourilândia do Norte e São Félix do Xingu, na região sul do Estado, para verificar as ações de combate ao desmatamento em território paraense. O governador estava acompanhado do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, e do secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mauro O’de Almeida.
O chefe do Executivo descreveu o perfil dos responsáveis pelas queimadas, após apuração da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). “Não é um trabalho amador. Pelo contrário, é algo muito bem planejado, muito bem organizado, contando com a lógica de que pode, de que há impunidade, terceirizando serviços, contratando pessoas. Cerca de 50 pessoas foram, inclusive, identificadas e chamadas para depoimento, além de ônibus, motos, motoserras, tratores, diversos acampamentos montados. Portanto, ações que efetivamente demonstram claramente a coordenação daqueles que sabem que estão agindo de forma ilegal, já que é uma área de proteção ambiental, e mesmo assim ousam desafiar as leis no Brasil”, afirmou.
Desde o último domingo, 25, um centro de operações foi instalado no Comando Militar do Norte para planejar, executar e monitorar as ações para conter e evitar novos focos de incêndio e desmatamentos ilegais.
“Particularmente, aqui no Triunfo do Xingu claramente está se desmatando para fazer pasto, e a partir daí a atividade pecuária, fazendo de maneira desordenada, queimando todas as espécies da flora local, inclusive árvores com a sua consolidação de vida e, acima de tudo, com a destruição da flora e da fauna desta região. Nós já identificamos aqueles que estão financiando esse processo de desmatamento na região. O previsto aqui era algo grandioso, próximo de 20 mil hectares, que estariam planejados e contratadas as tarefas e terceirização para queimada e abertura de pasto. Até o momento, nós já identificamos que com as apreensões que foram feitas conseguimos conter, mas o prejuízo fica. Fica um prejuízo de cerca de 3 mil hectares que foi possível devastarem”, informou o governador.
Estrutura – No sobrevoo, o governo do Estado também verificou as ações de fiscalização para evitar o desmatamento. O centro de combate às queimadas está instalado em Altamira, e é constituído por representantes das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Semas, Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Marinha e Aeronáutica.
Mais de 300 equipamentos, entre caminhões com capacidade para 122 mil litros de água, drones, radiocomunicadores e outros instrumentos, começam a ser empregados. Aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), e do Exército já sobrevoam as áreas consideradas mais vulneráveis para identificar focos de calor.
Segundo o agente de Fiscalização Ambiental da Semas, Marco Aurélio Xavier, a Secretaria fez um levantamento prévio, usando imagens do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe) e do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), e a partir daí se programou a missão para ser realizada em campo.
Marco Xavier disse ainda que a ação em São Félix do Xingu é composta por três órgãos: Semas, Comando de Policiamento Ambiental (CPA) e Ibama.
No primeiro dia da operação, foi constatada abertura de desmatamento de aproximadamente 5 mil hectares de terras. Nessa área foi constatada ainda a situação de queimadas. O agente informou que foram apreendidos três tratores de esteira, 19 motos, 12 motosserras e seis armas de fogo. “Além desse material, destruímos nove acampamentos. Já é uma grande ação em conjunto com um resultado grande no primeiro dia de combate na região de São Félix do Xingu”, acrescentou.

FORÇA-TAREFA DE INTERVENÇÃO PENITENCIÁRIA VAI PERMANECER MAIS 60 DIAS EM PRESÍDIO DO PARÁ

A Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária no Pará vai ficar mais 60 dias no Estado do Pará – de 29 de agosto até 27 de outubro. O objetivo é exercer a coordenação das atividades de guarda, de vigilância e de custódia de presos. A solicitação foi feita pelo governo estadual ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.
A portaria autorizando a manutenção da força-tarefa no Pará está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 28. Ela prevê também que a operação terá o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do estado.
O documento diz ainda que o número de profissionais a ser disponibilizado pelo ministério obedecerá ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação.
Rebelião
No fim de julho, uma rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira, deixou 57 presos mortos. Após o conflito, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, atendeu ao pedido do governo do estado e autorizou o envio da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária para o Pará. 
Além disso, dez líderes criminosos que estavam presos em Altamira foram transferidos para presídios federais e mais 46 para outros presídios estaduais.
O número de mortos chegou a 62 detentos. Além dos 57 que estavam na contagem inicial, mais um corpo foi identificado pelo Instituto Médico Legal (IML) e quatro morreram durante a operação de transferência para Marabá.
Confira a nota da Susipe sobre o caso:
O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) informou que foi prorrogada por mais 60 dias a atuação da Força-tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) no estado do Pará a contar do dia 29 de agosto.
A Força-tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) é uma força de cooperação com o ente federativo e tem como principal objetivo garantir o cumprimento da Lei de Execução Penal e a humanização da pena.
No estado do Pará, os agentes da FTIP têm atuado na retomada de controle do cárcere, no treinamento dos novos agentes penitenciários e na coordenação de atividades de guarda, vigilância e custódia de presos. Atualmente as unidades do Complexo Penitenciário de Santa Izabel estão sob intervenção.
A operação terá o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do ente federado solicitante. O número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Jusça e Segurança Pública obedecerá ao planejamento definido pelos órgãos envolvidos na operação. 

Com informações da Agência Brasil

TRÊS CAMINHÕES COM MADEIRA EM TORA FORAM PRESOS NA MADRUGADA EM URUARÁ

A equipe de plantão da Polícia Civil (EPC Leandro, IPC Sérgi, IPC Eládio e DPC Gabriel) apreendeu 3 caminhões flagrados transportando madeira em tora de modo irregular. A apreensão ocorreu na madrugada desta quarta-feira, 28 de agosto, no perímetro urbano da cidade de Uruará, sudoeste do Pará, durante atuação de rotina da equipe policial. Os veículos foram abordados e ao ser solicitada a documentação dos caminhões e sobre a origem da madeira os condutores não apresentaram. Diante da situação de possível crime ambiental os motoristas foram conduzidos para a Delegacia de Polícia (Depol), bem como os caminhões, para os procedimentos cabíveis. 
A quantidade de madeira apreendida ainda não foi mensurada nem a espécie foi informada. Também ainda não há informação sobre o local de retirada da madeira. 
O delegado Gabriel Silveira, responsável pela atuação policial detalha sobre a apreensão. “A Polícia Civil do estado do Pará está ciente da grande repercussão sobre o desmatamento da floresta amazônica. E reforçando o compromisso que tem, no cumprimento da legislação e na proteção ao meio ambiente, reforçou a fiscalização sobre este tipo de situação que é mais comum na região do que a gente gostaria. Deste modo os policiais civis aqui da delegacia (da cidade de Uruará) de modo diligente encontraram esses caminhões transportando madeira em tora durante a madrugada, questionaram aos condutores desses veículos sobre a documentação da madeira para comprovar a origem lícita e nenhum deles conseguiu apresentar documentação, o que faz a gente concluir que eles não têm a devida autorização e por isso estaremos diante da ocorrência de crime ambiental”, disse. 
A madeira apreendida será encaminhada para a SEMMA (Secretaria Municipal de Meio Ambiente).

APÓS SECRETÁRIO DENUNCIAR DEMORA EM INTERNAÇÃO, PACIENTE PASSA POR CIRURGIA

O fim de uma espera de cinco meses com fortes dores e idas e vindas do hospital e ainda à base de medicação. No dia 22 de agosto, o agricultor João Batista, de 59 anos, realizou a cirurgia no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT) e recebeu alta no último sábado (24) para se recuperar em casa.
O agricultor foi diagnosticado com cálculo renal. O secretário de saúde de Medicilândia tentava junto a Sespa a internação do paciente, mas, segundo Danilo Lopes, o hospital alegava a falta de leito toda vez que a internação era liberada.
Foram mais de três tentativas, uma petição foi feita a justiça. Mas de acordo com a secretaria de saúde de Medicilândia nem mesmo a ordem judicial foi cumprida. Somente no último dia 21, quando o secretario trouxe o paciente na ambulância, e ficou por duas horas na frente do hospital regional da transamazônica esperando uma decisão da unidade, foi que o leito para o agricultor foi liberado.
Veja reportagem completa